female-leg-stepping-weigh-scales-healthy-lifestyle-food-sport-concept_53476-3966

5 Dicas importantíssimas para ajudar a perder peso

Qual é a chave do sucesso para perder peso e manter o metabolismo estável

Hoje mais da metade das mulheres gostaria de perder peso e quase todas estão fazendo alguma dieta restritiva. Se dieta restritiva fosse suficiente para perder peso a porcentagem da população que está acima do peso não estaria aumentando em todo o mundo.

Informação é tudo e por isso é importante seguir estas 5 dicas.

“ A vontade de perder peso não é exclusivo das mulheres com lipedema. Na verdade metade das mulheres com lipedema estão no peso normal e não precisam perder peso nenhum. Mas manter hábitos de vida saudáveis são fundamentais para a manutenção do peso adequado e ter uma excelente qualidade de vida.”

1- Não pule o café da manhã e consuma pelo menos 10 gramas de proteína

Comer um café da manhã balanceado – incluindo proteínas, gorduras e carboidratos lhe dará a energia que você precisa para o dia.

 

Se você pular o café da manhã, estará começando o dia sem fonte de energia e seu metabolismo será reduzido. Estudos mostram que uma maior ingestão de proteína pela manhã também é essencial para diminuir a compulsão alimentar no final do dia.

Boas fontes de proteína incluem ovos, proteína em pó à base de plantas, torradas germinadas com manteiga de amendoim e iogurte natural sem açúcar com frutas e sementes de cânhamo.

Pular refeições pode fazer seu corpo pensar que está em crise energética e diminuir o metabolismo.

2. Coma pequenas refeições ou considere o jejum

Faça a sua escolha: três refeições por dia com dois ou três lanches, cinco ou seis pequenas refeições por dia ou comer a cada três ou quatro horas.

Cada uma dessas abordagens manterá seu metabolismo uniforme e seus níveis de açúcar no sangue estáveis.

O equilíbrio ajudará seu corpo a funcionar da melhor maneira possível e ajudará a evitar o ganho de peso. A alteração abrupta dos níveis de açúcar no sangue alteram muito o metabolismo. Por isso uma fuja de doces e alimentos refinados. Eles aumentam muito o nível de açúcar no sangue e seu corpo gasta muita energia para corrigir isso e não sobra energia para você.

Outra opção a considerar é o jejum. Estudos mostram que as pessoas que aderem a uma abordagem de alimentação de jejum intermitente ou com restrição de tempo têm um risco reduzido de doença, menor mortalidade e mais sucesso na perda de peso.

Tente não jantar ou jante antes das 16h. Você vai acordar com fome e isso vai ajudar muito no seu metabolismo.

3. Exercite-se moderadamente e adicione treinos com peso

Um regime de treino intenso é ótimo se você está feliz com seu peso e com boa saúde. Mas se você está lutando para perder peso, um programa de exercícios moderados funcionará melhor para você.

Caminhar 30 minutos regularmente o beneficiará mais do que uma rotina intensa de 90 minutos que você não pode manter.

Definir metas muito altas e não alcançá-las impedirá que você se sinta bem-sucedida. É melhor definir metas pequenas e superá-las.

Além disso, adicionar pelo menos três dias de treinamento de resistência ajudará a aumentar os músculos, acelerando seu metabolismo e facilitando a perda de peso.

4. Coma até não sentir mais fome, não até estar satisfeita

Quando você se sente cheia, significa que comeu mais do que deveria. Não dê ao seu corpo mais do que ele precisa.

A quantidade de carboidratos, proteínas e gorduras saudáveis que você precisa depende de muitos fatores, incluindo seus objetivos de perda de peso, estado da doença, etc.

Outra tática é começar com um grande café da manhã e terminar pequeno jantar, diminuindo o tamanho das porções ao longo do dia. Comer com um prato menor ajuda bastante nesta tarefa.

5. Cuidado com a alimentação emocional

Quando você come porque está estressada, a consciência é metade da batalha. Muitas pessoas ficam frustradas porque aderiram a um programa de condicionamento físico ou de perda de peso, fizeram tudo certo e simplesmente não conseguem perder peso. A alimentação emocional é a principal causa.

Você pode considerar o uso meditação, psicoterapia ou até hipnose para ajudá-la a deixar de lado os antigos padrões alimentares, como comer por conforto em vez de fome real.

“As pessoas percebem que muitas vezes comem sem estar com fome. Bloquear esse reflexo é fundamental para o sucesso na perda e manutenção de um peso saudável.”

Depois de deixar de lado os padrões alimentares que não lhe servem mais, você se verá cabendo em roupas que não conseguia há anos.

Perda de peso para a mulher com Lipedema.

Como preparar o seu cérebro para a perda de peso

Perda de peso para a mulher com Lipedema.

Fazer dieta certamente é a principal promessa de ano novo, mas quando limitamos o quanto comemos, isso pode afetar o corpo de maneiras que não previmos.

 

Você iniciou o tratamento para o Lipedema e estava indo tudo bem, mas vieram as festas de final de ano e desandou tudo. De repente, você não consegue mais se concentrar porque está gastando toda a sua energia mental tentando evitar guloseimas tentadoras. Quando você finalmente cede, sente culpa, vergonha e baixa autoestima. Vem aquela sensação de fracasso. Combine esses sentimentos com a ideia de que, já que você estragou a sua dieta e o tratamento, é melhor comer mais antes de voltar a seguir a rotina saudável. Então, como você pode se livrar da culpa e redefinir o seu cérebro para fazer escolhas inteligentes?

LEIA TAMBÉM: Quase metade das mulheres com Lipedema têm ou teve algum tipo de distúrbio alimentar

Fazer dieta certamente é a principal promessa de ano novo, mas quando limitamos o quanto comemos, isso pode afetar o corpo de maneiras que não previmos.

“Várias coisas acontecem em nossos corpos quando restringimos a ingestão de alimentos. 10-15% do metabolismo basal depende da ingesta alimentar. Sabemos que o nosso metabolismo fica mais lento e os hormônios que regulam os nossos sentimentos de fome e saciedade ficam fora de controle. Você acaba comendo demais, não porque é ruim ou fraca, mas porque o seu corpo está fazendo tudo o que pode para sair da fome autoimposta. É um mecanismo de defesa. De uma perspectiva evolutiva, nossos corpos estão mais ajustados para sobreviver em tempos de escassez alimentar e, por isso, se esforça para comer e armazenar”, explica o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular médico especialista em Lipedema que atende em São Paulo, Campinas e a distância (online).

Mesmo quando você não está ativamente em um plano de dieta, a sua mentalidade de dieta pode fazer com que você coma mais e ganhe peso. Você pode comer mais do que normalmente, antecipando que em breve estará de volta a uma dieta restritiva.

Vários estudos mostraram que a dieta restritiva, em última análise, leva ao ganho de peso, não à perda de peso. Mas, estudos também mostraram que a autoestima pode prever os resultados da dieta.

Quando você trabalha para reduzir a sua culpa e vergonha em relação à comida e melhor aceitação da imagem corporal, você tende a desenvolver melhores hábitos alimentares a longo prazo. Isso é muito importante nas mulheres com Lipedema, pois praticamente todas têm um sentimento de culpa muito grande.

Uma mentalidade de dieta também lhe diz que suas decisões alimentares refletem em seu valor como pessoa. Você está comendo alimentos “ruins”, então você deve ser uma pessoa ruim, fraca ou indigna. Isso pode perpetuar um ciclo de alimentação emocional que adiciona excesso de peso, reduz a autoestima e é difícil de terminar.

LEIA TAMBÉM: Por que você tem vontade de comer doces ou salgados?

Como começar?

Trabalhe para parar os pensamentos negativos em sua cabeça e adote essas dicas para incentivar uma melhor relação com a comida e uma alimentação saudável.

Não diga a si mesma que certos alimentos são “ruins”. 

Concentre-se em como um alimento faz o seu corpo se sentir, não se ele se encaixa na moda atual da dieta. Alimentos saudáveis nos dão mais energia e tendem a nos fazer sentir melhor. Alimentos ultraprocessados sobrecarregam muito o corpo, que tem de lidar de forma rápida com o alimento e isso deixa a pessoa com menos energia e disposição.

Não subtraia de sua alimentação. Adicione!

É mais importante adicionar do que restringir. A restrição tem o efeito oposto que queremos que tenha, então, se nos concentrarmos em adicionar alimentos que nos fazem sentir bem, como vegetais e frutas, que ajudam na digestão, grãos integrais e proteínas, que nos mantêm mais cheios, por mais tempo, acabamos esquecendo o que não estamos comendo. A restrição também nos leva a sentir muita fome mais tarde e a perder o autocontrole. Não restrinja como forma de compensar uma alimentação menos do que ideal. Isso apenas preparará o cenário para uma futura compensação.

Limite os seus pensamentos internos negativos

Quando vinculamos a nossa autoestima tão diretamente às nossas escolhas alimentares e combinamos isso com uma dieta restritiva, estamos nos preparando para falhar e nos sentirmos culpadas, o que, por sua vez, produz comportamentos excessivos e mais culpa. Anote as mudanças positivas que você está fazendo a cada dia (como beber mais água ou fazer caminhadas) em um diário e pare de usar as palavras “bom” e “ruim” para descrever as suas escolhas alimentares e você mesma.

Em última análise, o que funciona para a perda de peso a longo prazo são pequenas mudanças incrementais em seus padrões gerais de alimentação. E quanto menos você se concentrar em restringir e categorizar os alimentos e quanto mais você se concentrar em criar comportamentos saudáveis em torno de alimentos e atividade física, mais saudável será o seu corpo e a sua mente.

LEIA TAMBÉM: 4 dicas para reverter hábitos que prejudicam a sua alimentação

LEIA TAMBÉM: Alimentação anti-inflamatória para cada estação do ano

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

dicas-para-emagrecer-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

As 5 melhores maneiras de emagrecer

Quem não sofre para perder peso? Ganhar peso é muito fácil, mas para emagrecer o caminho é mais longo e desafiador, pois qualquer ato pode atrapalhar todo o investimento. Desta forma, ter conhecimento de pequenas ações e mudanças de hábitos irão fazer toda a diferença para o sucesso do tratamento no longo prazo. Confira 5 dicas que irão ajudar a ter êxito no processo de emagrecimento.

dieta-pritikin-alimentacao-perda-de-peso-dr-daniel-benitti-cirurgiao-vascular-sao-paulo-campinas

Cardápio da dieta Pritikin: para perda de peso rápida e diminuição do inchaço

A dieta Pritikin estimula a alimentação de bastante cereais integrais e vegetais, além de ser rica em fibras e com pouco consumo de gorduras totais e saturadas. Ela favorece a frequência de alimentação, o que impede o instinto do organismo em querer gordura e mantém permanente a queima de gordura corporal, o que, com o tempo, muda o seu paladar. Além disso, ela é muito boa para perda de peso rápida, além de desinchar.