Woman cooking at kitchen

10 alimentos que você precisa colocar no seu cardápio se você tem Lipedema

4.7/5 - (3 votes)

Essas simples dicas já irão ajudar a melhorar a inflamação do Lipedema

Sem dúvida nenhuma a comida é o melhor remédio.

Sem dúvida nenhuma a comida é o melhor remédio.

 

Se você tem lipedema, já percebeu que alguns alimentos pioram a inflamação com aumento da dor, inchaço e piora da celulite. Mas o oposto também é verdadeiro. Comer alimentos com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e analgésicas, juntamente com quaisquer medicamentos ou outros tratamentos recomendados pelo seu médico, podem ajudar a combater a inflamação.

“ A alimentação deve ser levada mais a sério pelas pessoas. A maioria não se importa com o que come e se alimenta muito mal. As pessoas no geral comem muito mais do que deveriam do ponto de vista calórico e com muito menos nutrientes e fibras do que deveriam. Isso gera piora da inflamação e os índices alarmantes de obesidade que vemos no mundo inteiro. Saber e escolher o que você come ajuda e muito a combater a inflamação, independente de qual seja.” – Explica, Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular médico especialista em Lipedema que atende em São Paulo, Campinas e a distância (online).

Aqui estão 10 alimentos recomendados para serem incluídos na alimentação de quem tem lipedema:

1. Chá verde

 

O chá verde é conhecido por ser rico em nutrientes e antioxidantes e tem a capacidade de reduzir a inflamação. Para ter os benefícios tome duas porções por dia, quente ou frio. Certifique-se de usar saquinhos de chá e não as misturas de chá em pó, que são mais processadas. Se você beber a variedade descafeinada, certifique-se de que o processo seja totalmente natural. Existe também a opção de chá verde em cápsulas.

2. Salmão, atum, sardinha e cavala

Esses peixes são ricos em ácidos graxos ômega-3, que podem diminuir a inflamação. Segundo a dieta do mediterrâneo devemos comer uma porção desses peixes duas ou mais vezes por semana.

Embora o peixe fresco possa estar bem caro, uma dica é procurar na seção do freezer ou comprar sardinha, salmão ou atum enlatados. Certifique-se de escolher opções mais baixas de sódio ao comprar itens enlatados.

3. Maçãs, romãs e frutas vermelhas

As frutas vermelhas são ricas em antioxidantes. Mirtilos, amoras, morangos, cranberries, framboesas e amora são exemplos de frutas vermelhas. Você obterá benefícios para a saúde, independentemente de comê-los congelados, frescos ou desidratados (sem adição de açúcar), portanto, certifique-se de comer uma variedade de frutas ao longo da semana.

As maçãs também são ricas em antioxidantes, selênio e uma boa fonte de fibra. Além disso, eles fornecem crocância e podem ajudar a reduzir o apetite por lanches não saudáveis.

As romãs são ricas em taninos que podem combater a inflamação. Adicione-os a uma salada ou misture com iogurte natural para obter alguns benefícios adicionais. Hoje em dia é mais fácil ter um vizinho com pé de romã.

4. Legumes

Dê um passo adiante e inclua vegetais anti-inflamatórios em sua dieta diária, como couve-flor, cogumelos, couve e brócolis na forma congelada ou fresca. Adicione-os em seus refogados, saladas ou como acompanhamentos saudáveis.

Embora fazer grandes mudanças em sua dieta não aconteça da noite para o dia, adicionar uma variedade de alimentos anti-inflamatórios pouco a pouco ajudará você com sua saúde geral e com o quão bem você gerencia sua inflamação.

5. Azeite

Ignore o óleo vegetal ou o óleo de milho e abuse do azeite que possui um bom equilíbrio dos ácidos ômega-3 e ômega-6, ambos ácidos graxos essenciais. Estudos descobriram que um componente do azeite chamado oleocanthal tem propriedades anti-inflamatórias e é conhecido por ser especialmente bom para a saúde do coração.

6. Gengibre e cúrcuma

O gengibre e a cúrcuma também são conhecidos por terem propriedades anti-inflamatórias. Ambos são amplamente utilizados na culinária chinesa e indiana.

Os dados científicos sobre a ingestão diária ou semanal recomendada de gengibre ou açafrão são principalmente com doses suplementadas, mas uma aspersão saudável dessas especiarias em alimentos ou bebidas pode trazer benefícios limitados à saúde. Eles até dão um toque especial aos seus pratos favoritos. Além disso, pequenas quantidades de gengibre podem ajudar a acalmar uma dor de estômago.

7. Nozes (oleaginosas)

Todas as oleaginosas são ricas em proteínas, pobres em gorduras saturadas e não contêm colesterol, ao contrário das proteínas animais. Coma-os sozinhos ou adicione-os ao seu iogurte favorito, salada ou prato saudável para um aumento extra de proteína.

“Substituir uma porção de carne por apenas um quarto de xícara de nozes pode ajudar a evitar a inflamação que pode ocorrer ao comer carne vermelha. Ao contrário da carne, as nozes também são uma boa fonte de fibra. Escolha nozes sem sal para limitar a quantidade de sódio em sua dieta.”

8. Grãos integrais

Os grãos integrais não precisam ser uma tortura. De quinoa a farro a bulgur, há muita variedade para escolher e incorporar à sua dieta. Essas variedades adicionam nutrientes e fibras extras que apenas grãos integrais podem oferecer naturalmente. Para colher os benefícios, recomenda-se de 80-200g de grãos por dia.

Experimente-os como acompanhamentos em vez de opções mais comuns, como arroz branco.

9. Salsa

Misturar salsa em sua dieta diária é uma ótima maneira de aumentar sua ingestão de vitamina C, fibras e antioxidantes, graças à sua rica mistura de tomates, cebolas e outros vegetais. Use para um molho de vegetais no lugar de molhos de alto teor calórico comumente encontrados no supermercado.

10. Chocolate 70%

O chocolate amargo é um clássico favorito. Se você gosta de chocolate amargo, procure pelo menos 70% ou mais de cacau. Quanto maior o teor de cacau, menor a quantidade de açúcar no chocolate. Além disso, estudos mostram que o chocolate 70% ou mais sacia a vontade de doce com uma quantidade muito menor.

Basta manter porções pequenas para limitar a gordura saturada e as calorias mas para um sabor intenso e prazer de chocolate.

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.