Funny curly girl with lilac hair with lovely smile in white T-shirt posing on camera shows peace signs on pink background..

Ajude a sua filha a ter uma boa imagem corporal!

5/5 - (1 vote)

À medida que os corpos dos adolescentes crescem e mudam, eles podem se sentir autoconscientes e hiper conscientes de cada “defeito” e quilo extra.

Hoje certamente o maior problema é o bombardeamento com imagens corporais “ideais”, geralmente aprimorados por computador, impossíveis de atingir. Essas mensagens podem convencer qualquer um de que são muito gordos, muito magros, muito baixos ou muito altos.

E a mensagem é absorvida bem antes de eles serem adolescentes. Cerca de 30% das meninas de 10 a 14 anos estão fazendo dieta, de acordo com um Canadense.

A boa notícia é que, como mãe e pai, você tem mais influência do que pensa para ajudar sua filha adolescente a superar esse momento difícil da vida e criar uma autoimagem positiva, independentemente de seu tamanho ou forma.

Tanto meninas quanto meninos podem lutar

Entre revistas de moda, programas de TV, filmes e mídias sociais, as adolescentes podem ter a impressão de que modelos e celebridades têm corpos perfeitos e pele impecável. Muitos adolescentes se comparam aos atletas e estrelas de cinema que veem. Eles se sentem insatisfeitos se seus próprios corpos não estão à altura.

Os adolescentes podem até arriscar depressão, distúrbios alimentares e outros comportamentos perigosos na tentativa de alcançar o que eles acham que é um corpo perfeito.

Os meninos geralmente não falam sobre problemas de imagem corporal tanto quanto as meninas, mas isso não significa que eles não os tenham. Eles também podem lutar com distúrbios alimentares

Sinais de uma imagem corporal negativa

Conhecer os sinais de alerta de uma imagem corporal doentia em crianças pode ajudar os pais a identificar problemas precocemente. O que observar:

Leia Também  Vai operar? Mas você faz atividade física?

– Sinais de que uma garota se vê apenas em termos de aparência física

– A linguagem que sua filha usa para descrever a si mesma e seu desenvolvimento físico e atratividade

– Fazer dieta demais

– Comentários frequentes sobre o peso de outras meninas

– Preocupa-se com a atratividade sexual

– Depressão e baixa autoestima

Se você acha que sua filha adolescente pode estar lutando com baixa autoestima, o que você pode fazer?

Tente estas etapas simples para começar a agir.

1. Seja uma boa modelo. Sua filha percebe.

Seus filhos observam atentamente seu estilo de vida, hábitos alimentares e atitudes, mesmo que pareçam se encolher toda vez que você fala. Preste atenção ao exemplo que está dando e faça alterações se não gostar do que vê. Você pode iniciar um programa de exercícios, comer de forma mais saudável ou desligar a TV e se mexer.

“Vejo muitas mulheres preocupadas se a filha tem lipedema. Antes de tudo tem que entender que sua filha também modelará suas atitudes em relação ao seu corpo. Portanto, se você estiver constantemente criticando o tamanho do quadril, celulite, coxa ou o cabelo ralo, elas aprenderão a se concentrar em suas falhas em vez de em suas boas qualidades. Observe os comentários que você faz sobre o corpo de outras pessoas e evite estereótipos, preconceitos e palavras como feio e gordo.” – Orienta o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular médico especialista em Lipedema que atende em São Paulo, Campinas e a distância (online).

2. Seja positiva.

Nunca faça comentários críticos sobre o corpo de sua filha adolescente. Se eles tiverem um problema de peso, você pode ter certeza de que eles estão cientes disso. Seus comentários só vão deixá-los mais desanimados e podem piorar o problema.

Leia Também  A mortalidade por aneurisma é 3 vezes maior na Inglaterra do que nos Estados Unidos

Em vez disso, elogie. Diga a eles que sorriso lindo eles têm, ou como aquela camisa faz seus olhos brilharem. Quando você dá um feedback positivo, você está construindo uma imagem corporal saudável. Incentive outros hábitos saudáveis, como boa postura e higiene pessoal, hábitos saudáveis de sono e alívio do estresse. Quando sua adolescente estiver sentada no sofá, sugira que saiam para caminhar, correr juntos ou ir à academia.

Se você acha que precisa de mais ajuda, solicite ajuda especializada para elaborar um plano de nutrição e exercícios.

3. Ensine sua filha sobre mídia.

Ajude sua filha ou filho a aprender a ser cético sobre o que vê nas revistas, na tela e na web. Certifique-se de que seu filho adolescente entenda aerografia, edição de fotos, estilistas, personal trainers, cirurgia estética e outros truques que alimentam a indústria da beleza e a cultura das celebridades.

4. Coloque outras qualidades acima da aparência.

Apoie os talentos e habilidades de sua filha que não têm nada a ver com sua aparência – como música, esportes, artes e atividades voluntárias. Mostre interesse em suas paixões e atividades. Elogie as coisas boas que você ama, como eles podem fazer você rir, o foco deles nos trabalhos escolares ou a maneira como eles cuidam dos irmãos mais novos! Concentre-se na saúde sobre a aparência sempre que puder.

5. Faça da boa saúde um assunto de família.

Toda a sua família será mais saudável se você mantiver a junk food fora de casa, cozinhar refeições nutritivas em vez de ir ao drive-thru e se exercitar. Mas você não precisa fazer tudo de uma vez para fazer a diferença. Apenas uma pequena mudança pode começar a aumentar sua confiança e a de sua filha adolescente e ajudá-la a trabalhar em direção a objetivos maiores. Se outros membros da família compartilharem esses novos comportamentos, isso também fará com que sua filha adolescente se sinta menos isolada.

Leia Também  O que é Síndrome de Nutcracker?

Comece um ritual noturno de jantar em família, se ainda não tiver um. Então, em vez de ligar a TV, sugira um passeio em família. Você também pode se oferecer para entrar em uma academia e ir com sua filha adolescente. Não há problema em começar devagar, talvez sendo mais ativa uma vez por semana, e depois caminhar ou treinar com mais frequência ao longo do tempo. Se você fizer de um estilo de vida saudável parte da cultura de sua família, seus filhos desenvolverão bons hábitos para toda a vida.

Para consulta e agendamento com o Dr. Daniel Benitti em Campinas, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Para consultas com o Dr. Daniel Benitti em São Paulo, ligue para (11) 3081-6851.

Caso prefira, entre em contato diretamente com ele via e-mail:

 

 

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.